segunda-feira, 11 de março de 2013

Dicas para a Prova Oral - Magistratura e MP

Dicas excelentes do Prof. Acácio Garcia, que podem ser encontradas em http://www.acaciogarcia.com.br/artigos/dicas-prova-oral/

a) Lembre-se que você já é um vencedor só por ter chegado aos finalistas da Prova Oral. Diga mentalmente: “A minha Prova Oral será a melhor de todas!” – “Ninguém melhor do que eu, para falar sobre esse assunto”.

b) Todas as manhãs antes do concurso, ao acordar, escovando os dentes, olhe para o espelho e pense em algo alegre, cantarole uma música que você ame, busque um sorriso até rir com vontade.

c) Sabia que rindo, você fabrica endorfina, que é o hormônio da felicidade, da alegria, do prazer e do sucesso?

d) O seu cérebro possui de 100 a 200 bilhões de neurônios, células altamente especializadas que obedecem as suas palavras. Portanto, diga palavras positivas, faça um elogio a sua pessoa. Jamais pense negativamente sobre sua Prova Oral.

e) Use a fórmula: P+I+E+C = Fé. Ou seja, Pense Positivamente + Imaginação Positiva, que já passou na Prova Oral (a Imaginação é amiga inseparável do Pensamento e aumenta 100 vezes o poder de pensar) + Emoção Positiva (a Emoção é a mesma coisa que a gravação do seu Coração ou ainda, a voz do seu sub-consciente. A Emoção multiplica 100 vezes a sua Imaginação) + a Convicção Positiva é o seu Consciente acreditando na realização do seu Sonho) e forme a Fé Positiva que irá fazer uma excelente Prova Oral.

f) Estude assiduamente dentro de um planejamento, analisando quais as matérias que necessitam uma revisão a mais.

g) Lembre-se praticar o relaxamento e divirta-se também. O divertimento é o biotônico dos neurônios. O excesso de adrenalina, preocupação e nervosismo provoca o estresse e atrapalha o aprendizado.

h) Faça um ótimo Curso de Oratória direcionado às Provas Orais para Concursos Jurídicos. 

i) Respire adequadamente pelo diafragma pronunciando todas as vogais com força formando a coluna de ar dos pulmões através da traquéia.

j) Coloque uma caneta na boca e pronuncie pausadamente todas as sílabas de um texto de seu livro movimentando todos os músculos do seu rosto, depois retire a caneta e pronuncie todas as sílabas, especialmente a última, como se todas as palavras fossem oxítonas. Coloque um leve sorriso em sua voz.

k) O semblante do seu rosto deverá ser alegre natural. Fale com naturalidade como se estivesse conversando com a Banca Examinadora.

l) Responda as perguntas com naturalidade olhando para o examinador. Evite olhar para o chão ou para o teto, desviando o olhar demonstrando total timidez.

m) Se o examinador lhe perguntar sobre dois incisos de um artigo que contém cinco, responda só os dois, mesmo que você saiba os outros três.

n) Seja educado em sua fala, gestos e postura de todo seu corpo. A tonalidade de sua voz diz tudo! Por essa razão é muito bom participar de um curso filmado para que você possa analisar a alternância de sua voz.

o) Ao ser chamado para a prova oral, lá na sala de espera, ou inferninho, como apelidamos, aperte uma mão à outra, inspire pelo nariz e solte o ar fazendo pressão pelos lábios, disfarçadamente.

p) Lembre-se da postura de campeão vencedor, isto é: um fio invisível amarrado na ponta de seus cabelos, outro fio invisível do ombro direito a parede direita e do ombro esquerdo a parede esquerda, sinta o seu peito sorrir.

q) Escute bem a pergunta e responda com convicção dentro de uma linha lógica de raciocínio. Se sentir a boca muito seca, beba água natural e sem gelo, para evitar afonia. Verifique se não está tremendo com as mãos antes de segurar o copo de água, para evitar derramá-lo.

r) Se usar o microfone, verifique se está ligado, não aproxime muito próximo da boca, que poderá ocasionar a reverberação e sua voz sairá distorcida, segure na posição horizontal a uns cinco centímetros da boca, sem tapar os seus lábios.

s) Os gestos deverão ser feitos adequadamente e em harmonia com suas palavras. Por favor, não exagere nos gestos!

t) Quando as provas orais forem abertas ao público, assista para conhecer como são as perguntas, o modo e as atitudes dos examinadores. Não discuta agressivamente com o examinador. O desequilíbrio emocional só lhe trará pontos negativos.

u) Use o queixo na posição horizontal, nunca para cima demonstrando arrogância. Verifique se seus pés ou suas coxas estão balançando nervosamente de um lado para o outro.

v) Use um terno novo, o azul marinho não caiu de moda, um camisa clara e uma gravata elegante, não espalhafatosa. As mulheres devem evitar saias muito curtas ou vestidos provocantes, que não condizem com a posição de uma candidata a carreira jurídica. (Invista na sua primeira boa impressão!)

w) Se não souber responder a pergunta, não chute. Diga que estudou aquele ponto, mas não se recorda da resposta no momento, dentro da técnica jurídica.

x) Não segure nada nas mãos de extravagante que possa chamar a atenção dos examinadores. y) Evite os cacoetes das muletas repetitivas: “Né...Tá...Daí...Certo...Então...Ih...Eh...Hã...” (A melhor técnica é participar do Curso de Oratória para concursos públicos, nas gravações você vai auto-corrigindo).

z) Lembre-se da expressão de praxe: “Vossa Excelência” e não, “Senhor ou Você”. Evite ainda: o Condicional dos verbos: “GOSTARIA”; a forma impessoal: “A GENTE” ao invés dos pronomes EU ou NÓS; a expressão: “ACHO QUE” ao invés da forma correta: “PENSO QUE”, ACREDITO, CREIO QUE”.

0 comentários:

Postar um comentário

Quer dizer alguma coisa? Comente...