segunda-feira, 16 de julho de 2012

Rosane diz que Collor usou "magia negra" para se eleger

Fernando Collor de Melo encomendava “rituais de magia negra” para se proteger de inimigos políticos. A afirmação foi feita pela ex-mulher do ex-presidente da República, Rosane Collor, em entrevista exibida pelo Fantástico, da Rede Globo. O suposto envolvimento do então presidente com a “magia negra” havia sido denunciada por seu irmão, Pedro Collor, há cerca de 20 anos. 

Na entrevista que foi ao ar ontem, Rosane deu detalhes, afirmando, inclusive, que eram feitos sacrifícios de animais na Casa da Dinda, residência oficial do casal, e que o ex-marido chegou a ficar três dias isolado no porão, dormindo em esteira e vestindo branco, acreditando que, assim, “o mal que as pessoas mandavam para ele voltava”. 

Em 1991, Collor chegou a subir a rampa do Palácio da Alvorada acompanhado pela responsável pelos rituais, uma mulher chamada Maria Cecília. A cor branca do paletó que ele usava teria sido sugestão dela. Em um CD gravado por Maria Cecília, ela diz que fez um fez um trabalho “imundo, podre, nojento” para colocar Collor no cargo de presidente. E afirmou que, após a eleição, montou um local de atendimento para o presidente e a pimeira dama nos porões da Casa da Dinda. 

Na entrevista, Rosane disse acreditar que havia uma “maldição Collor” e que as pessoas que tentaram prejudicá-lo tiveram uma “morte estranha”. “Eu e Cecília estamos vivas por ter aceitado Jesus”, afirmou. Hoje, as duas são evangélicas. Ela disse que chegou a ser ameaçada de morte caso fosse ao culto promovido por Cecília. E afirmou acreditar que a ameaça foi feita a mando do ex-marido. “Se alguma coisa acontecer na minha vida, o responsável maior será Collor”, falou.

Rosane tinha 26 anos quando o então marido foi eleito. Collor estava com 40. Foram 22 anos de casamento. A separação ocorreu há sete anos. Rosane diz receber uma pensão de R$ 18 mil mensais, mas afirma que Fernando tem uma dívida com ela de R$ 950 mil. Na entrevista, Rosane sugeriu que o valor de sua pensão é baixo e disse ter uma amiga que recebe R$ 40 mil do ex-marido. Rosane quer ter direito a parte dos bens adquiridos por Fernando Collor durante o casamento, celebrado em regime de separação total de bens. À época, ela tinha 19 anos. Rosane está escrevendo um livro onde diz que irá contar histórias que Collor não gostaria de ver publicadas.

Publicado em: http://www.diariodepernambuco.com.br/app/noticia/politica/2012/07/16/interna_politica,385298/rosane-diz-que-collor-usou-magia-negra-para-se-eleger.shtml 

0 comentários:

Postar um comentário

Quer dizer alguma coisa? Comente...